Primeiro desenho animado totalmente em Libras é lançado no YouTube

Primeiro desenho animado totalmente em Libras é lançado no YouTube

Brasileiro de Santa Catarina cria primeira animação em libras para crianças surdas. Agora animador espera conseguir patrocínio para seguir com projeto.

surdez atinge quase dez milhões de pessoas no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde. E faltam alternativas na indústria cultural infantil para esse público.

Pensando nisso, Paulo Henrique dos Santos, que trabalha com animação há sete anos, decidiu criar um desenho inteiramente em Língua Brasileira de Sinais.

Min e as Mãozinhas é o primeiro desenho animado em libras. Min, de Yasmin, é a protagonista das situações do dia a dia que são a desculpa perfeita para falar de comunicação. Além de ajudar no ensino da língua de sinais, a ideia é também entreter os deficientes auditivos. “A ideia surgiu a partir de dificuldades que tive pessoalmente em me comunicar com surdos. Em um casamento, não consegui pedir um sal a pessoa surda; precisei de um intérprete para resolver uma coisa tão simples”, conta Paulo. “Aprendi muitas coisas na escola, mas não aprendi língua de sinais. Penso que a apresentação a esse mundo deve acontecer desde cedo”.

O primeiro episódio foi ao ar no Youtube na quarta-feira (26) e ganhou, como evento de estreia, cinco exibições para alunos surdos e ouvintes em um auditório da Secretaria de Educação de Itajaí (SC), onde os responsáveis pelo projeto moram. “A resposta das crianças ouvintes foi ótima. Elas aprenderam os sinais”, diz ele. “E a reação das crianças surdas foi ótima também; elas ficaram surpresas por entender tudo e simplesmente poder assistir ao desenho”, conta. “Uma delas que estava no colo da mãe e, quando apareceu o Sol e deu bom dia, ela abriu a boca espantada e feliz; olhou para a mãe, depois olhou para a tela”, continua.

 

Assista ao desenho:

O canal ainda não tem patrocínio mas, se conseguir, Paulo Henrique dos Santos pretende produzir e lançar mais 13 episódios para a primeira temporada. Ele já participou da produção de desenhos como Turma da Mônica e Sítio do Pica-pau Amarelo.

Via: Crescer e Estadão.

Comentários

Professora de Educação Infantil e Criadora da Professora Coruja.
“Acredito que a Educação é um esforço colaborativo.”

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.